terça-feira, 31 de agosto de 2010

Parabéns Tio M.!!

Não olhando à cor da facção que emitiu o comunicado/homenagem que se segue, eis um texto bem elucidativo da passagem de MPL pelos Açores. Aliás, a sua presença naquelas paragens foi tão marcante que, durante laaargos anos, os únicos postais decentes de Angra eram feitos a partir de fotos da sua autoria! Tentei encontrar a colecção para a postar aqui hoje, mas a verdade é que é difícil encontrá-los quando o tempo aperta e a papelada acumulada é muita! Fica a promessa de os introduzir no "universo maré cheia" quando os encontrar!
PARABÉNS, uma vez mais, de todos os de Coimbra!
"Voto de Saudação ao Arquitecto Miguel Lima, aprovado em Angra do Heroísmo
Através da Comunicação Social tive conhecimento de que tinha sido eleito vereador da Câmara Municipal de Évora, pelo Partido Socialista, o Arqt.º Miguel Lima, tendo ficado encarregado do pelouro do Urbanismo e Construção. Entre as suas primeiras declarações políticas, anotei uma que particularmente me sensibilizou, por se referir a um assunto que tem sido motivo das minhas preocupações e se referir a uma cidade irmã de Angra, e como esta, também classificada na lista do Património Mundial. Disse o Arqt.º Miguel Lima que uma das prioridades da Câmara seria a de criar condições para se restaurarem os edifícios degradados do centro histórico, de modo a promover o regresso da população ao centro histórico, pois este só se revitaliza com gente e não com serviços. Acontece que o Arqt.º Miguel Lima começou a sua carreira profissional exactamente nesta cidade e neste edifício onde se reúne esta Assembleia Municipal e fez o seu baptismo de fogo no conturbado e difícil período do sismo. Recordo-me muito bem do empenhamento que colocou nos trabalhos que lhe competiram e das próprias dificuldades que lhe foram levantadas por parte de alguns munícipes mais exaltados que lhe chegaram a cortar os pneus do automóvel, quando os seus projectos não eram deferidos nos exactos termos em que eles desejariam e viam aí o dedo do arquitecto que teria dado um parecer contrário.Por essas e outras razões acabou por sair da Terceira e perdeu esta Câmara um colaborador precioso. Foi para Évora, onde, para além de um mestrado em Urbanismo e Recuperação do Património, exerceu as altas funções de delegado do Instituto Português do Património Cultural, e culmina agora a sua carreira com as funções para que acaba de ser eleito. Dir-se-á que a nada disto é estranha a formação que levou de Angra, e por isso gostaria de propôr a esta Assembleia que enviasse uma saudação especial ao Arqt.º Miguel Lima, desejando-lhe as maiores felicidades no desempenho da sua espinhosa missão, fazendo votos por que consiga reanimar o centro histórico de Évora, pois que não basta classificar um espaço urbano, é necessário também dotá-lo das condições para que se tome apetecível nele permanecer."

1 comentário:

  1. uau, que belo "voto de saudaçao". Onde descobriste isso Luis?!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.